Catastrofesnaturais

23 mai 2008

     Avalanches                

As avalanches são fenómenos que se verificam quando uma massa acumulada de neve repentinamente se movimenta para baixo de forma rápida e violenta. Elas podem tirar os trens dos trilhos, destruir prédios, arrancar árvores e soterrar pessoas. Algumas avalanches até mesmo cobrem casas inteiras .As avalanches costumam começar nas encostas das montanhas. A maioria das avalanches de placa ocorre em encostas a sotavento e não em encostas a barlavento. As avalanches podem ser causadas por um agente natural, por exemplo, uma alteração súbita nas condições climáticas, a queda de uma árvore ou a queda de uma cornija. Entre as causas está a passagem de esquiadores e a acção de fortes ventos, entre outras. Depois que as avalanches começam, elas têm três segmentos:

·      Uma zona de partida, quase sempre acima da linha imaginária nas montanhas onde não crescem árvores e próximo ao cume, onde a placa se solta do resto da neve;

·      Uma trilha ou o curso que a avalanche segue montanha abaixo. É comum ver trilhas de avalanches mesmo no verão devido às árvores derrubadas;

·      um desvio, onde a neve e os escombros que descem pela montanha acabam parando.

    

    

   

   

Bibliografia:

viagem.hsw.uol.com.br/avalanche2.htm

viagem.hsw.uol.com.br/avalanche.htm

Posté par Catastrofesnatur à 10:18 - Commentaires [0] - Permalien [#]


09 mai 2008

Sismos

Um sismo, também chamado de terramoto, é um fenómeno de vibração brusca e passageira da superfície da Terra, resultante de movimentos subterrâneos de placas rochosas, de actividade vulcânica, ou por deslocamentos de gases no interior da Terra, principalmente metano. O movimento é causado pela liberação rápida de grandes quantidades de energia sob a forma de ondas sísmicas .A maior parte dos terramotos ocorrem nas fronteiras entre placas tectónicas, ou em falhas entre dois blocos rochosos.

Existe uma sismicidade (termo que traduz a frequência dos sismos numa dada região) difusa fora daqueles limites denominada sismicidade intraplacas. Já dissemos que a maioria dos sismos observam-se nas fronteiras das placas, bem como a maior parte da actividade vulcânica. Estes sismos são denominados sismos tectónicos. Podemos dizer, sem cometer um erro grosseiro, que os alinhamentos dos sismos indicam os limites das placas tectónicas.

                                                                                       

Bibliografia:

domingos.home.sapo.pt/sismos_1.html

pt.wikipedia.org/wiki/Sismo

Posté par Catastrofesnatur à 11:02 - Commentaires [0] - Permalien [#]

18 avril 2008

Erupções vulcânicas

Vulcão é uma estrutura geológica criada quando o magma, gases e partículas quentes (como cinzas) escapam para a superfície terrestre. São frequentemente considerados causadores de poluição natural. Tipicamente, os vulcões apresentam formato cónico e montanhoso .A erupção de um vulcão pode resultar num grave desastre natural, por vezes de consequências planetárias. Assim como outros desastres dessa natureza, as erupções são imprevisíveis e causam danos indiscriminados. Na Terra, os vulcões tendem a formar-se junto das margens das placas tectónicas. A palavra "vulcão" deriva do nome do deus do fogo na mitologia romana Vulcano. A ciência que estuda os vulcões designa-se por vulcanologia.

Esquema de um vulcão

Um dos muitos aspectos característicos da morfologia vulcânica é a existência de caldeiras que resultam do desaparecimento do cone vulcânico. As caldeiras apresentam, geralmente, contornos mais ou menos regulares circulares ou elípticos.            

Bibliografia:

domingos.home.sapo.pt/vulcoes_1.html

pt.wikipedia.org/wiki/Vulcão

Posté par Catastrofesnatur à 10:32 - Commentaires [0] - Permalien [#]

04 avril 2008

Tsunamis

O que è?                                                                     

Um tsunami é uma onda que ocorre após perturbações abruptas que deslocam verticalmente a coluna de água, como, por exemplo, um sismo, actividade vulcânica, abrupto deslocamento de terras, gelo ou devido ao impacto de um meteorito dentro ou perto do mar. Há quem identifique o termo com "maremoto" - contudo, maremoto refere-se a um sismo no fundo do mar, semelhante a um sismo em terra firme e que pode, de facto originar um tsunami.

Consequências:

Ø    Morte de pessoas e animais;

Ø    Destruição de bens;                                        

São as principais características de um tsunami.

Características

Os tsunamis têm um comportamento muito diferente das típicas ondas de surf; propagam-se a altas velocidades e podem percorrer distâncias transoceânicas sem grande perda de energia. Uma tsunami pode causar estragos a milhares de quilómetros de distância da sua origem, podendo passar muitas horas entre a sua criação e o seu impacto na costa, chegando bastante depois da onda sísmica que a originou.

http://www.glosk.com/CI/Lisboa/1316107/pages/Tsunami/22204_pt.hm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tsunami

Posté par Catastrofesnatur à 11:06 - Commentaires [1] - Permalien [#]

14 mars 2008

As Secas

vagens_secas_1_

A seca é um fenómeno climático causado pela insuficiência de precipitação pluviométrica, ou chuva numa determinada região por um período de tempo muito grande.

Este fenómeno provoca desequilíbrios hidrológicos importantes. Normalmente a ocorrência da seca dá se quando a evapotranspiração ultrapassa por um período de tempo a precipitação de chuvas.

Tipos de secas

  • Seca permanente

  • Seca sazonal

  • Seca irregular e variável

  • Seca "invisível       

Poupa água, colabora para o teu futuro!!!

Bibliografia

http://images.google.pt/images?q=+secas&ndsp=20&um=1&hl=pt-PT&start=0&sa=N

Http://pt.wikipedia.org/wiki/Seca

Posté par Catastrofesnatur à 11:09 - Commentaires [1] - Permalien [#]

Os Incêndios

sem_t_tulo

Um incêndio florestal é um fogo incontrolado em zonas naturais, bosques e lugares com abundante vegetação. Podem-se produzir por relâmpagos, descuidos humanos e em muitas ocasiões são intencionados.

As perdas ocasionadas pelo fogo anualmente no mundo são ingentes. Os incêndios voluntários ou não, ocasionam grandes gastos tanto em recursos como em vidas humanas, e semeiam a destruição de lugares naturais que demoram muito tempo em regenerar-se.

A floresta tem sido ao longo dos últimos anos alvo de danos significativos quer em termos de áreas ardidas quer em destruição de espécies únicas. Embora difícil de quantificar, os lançamentos de gases e fragmento libertados durante um incêndio, podem ser responsáveis por alguns impactos ambientais. Uma área destruída por um incêndio florestal, quando chove com grande intensidade, pode tornar-se mais capaz e originar mais facilmente, outro tipo de riscos tais como deslizamentos e cheias. Com a destruição da camada superficial vegetal os solos ficam mais vulneráveis a fenómenos de erosão e transporte provocados pelas águas pluviais, reduzindo também a sua permeabilidade.

Para além da destruição da floresta os incêndios podem ser responsáveis por:

  • Morte e ferimentos nas populações e animais (queimaduras, inalação de partículas e gases)

  • Destruição de bens (casas, armazéns, postes de electricidade e comunicações etc.)

  • Corte de vias de comunicação

  • Alterações, por vezes de forma irreversível, do equilíbrio do meio natural

  • Reprodução e difusão de pragas e doenças, quando o material ardido não é tratado

Bibliografia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Inc%C3%AAndio_florestal

http://www.youngreporters.org/IMG/jpg/incendios.jpg

Posté par Catastrofesnatur à 10:39 - Commentaires [1] - Permalien [#]

As Inundações

As Inundações

_prima1_4541062d17aa6_1_

Uma inundação pode ser o resultado de uma grande tempestade que deixa cair uma chuva que não foi suficientemente absorvida pelo solo e outras formas de escoamento, causando transbordamentos. Neste caso chama-se, em hidrologia, de cheia ou enchente. Há vários tipos de inundação: a inundação fluvial, quando há uma grande precipitação, causando esta o transportamento de rios e lagos, a inundação de origem marítima, que é causada por grandes ondas, que invadem os polderes e as inundações artificiais, causadas por falhas humanas na operação de diques, comportas, etc. A ciência que estuda os fenómenos das inundações é a Hidrologia.

Bibliografia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Inunda%C3%A7%C3%A3o

http://images.google.pt/imgres?imgurl=http://www.noticiasdefatima.pt/pic/_prima1_4541062d17aa6.jpg&imgrefurl=http://busturenga.blogs.sapo.pt/2006/11/&h=213&w=283&sz=70&hl=pt-PT&start=4&tbnid=XJVXEQgSl5CVBM:&tbnh=86&tbnw=114&prev=/images%3Fq%3DInunda%25C3%25A7%25C3%25B5es%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-PT%26sa%3DG

Posté par Catastrofesnatur à 10:11 - Commentaires [0] - Permalien [#]